fbpx

Auxílio-doença conta para aposentadoria

 

Muitos trabalhadores brasileiros desconhecem que o período em que estão afastados do trabalho recebendo auxílio-doença pode ser contabilizado para a aposentadoria. Esse benefício, garantido pela Previdência Social, assegura que os trabalhadores não sejam prejudicados em sua contagem de tempo de contribuição devido a afastamentos por problemas de saúde.

O que é o auxílio-doença?

O auxílio-doença é um benefício previdenciário pago pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) ao trabalhador que, devido a doença ou acidente, fica temporariamente incapacitado para o trabalho. Para ter direito ao benefício, é necessário que o trabalhador tenha contribuído por, no mínimo, 12 meses, salvo nos casos de acidentes de trabalho ou doenças graves previstas em lei.

Como o auxílio-doença impacta na aposentadoria?

Uma das principais dúvidas dos segurados é se o período de afastamento por auxílio-doença é considerado na contagem de tempo para a aposentadoria. A resposta é sim. De acordo com a legislação previdenciária, o período em que o trabalhador está afastado recebendo auxílio-doença pode ser computado como tempo de contribuição, desde que haja retorno ao trabalho e retomada das contribuições ao INSS após a recuperação.

Condições para a contagem do tempo

Para que o tempo de afastamento seja contado, é necessário que o trabalhador retome as contribuições ao INSS após o período de auxílio-doença. Além disso, o benefício precisa ter sido concedido em função de incapacidade laboral, seja por doença ou acidente, e deve estar devidamente documentado e registrado no sistema previdenciário.

Importância para o trabalhador

Contar o período de auxílio-doença na aposentadoria é fundamental para evitar prejuízos ao trabalhador. Sem essa contagem, muitos segurados poderiam ter seu tempo de contribuição reduzido, postergando a concessão do benefício de aposentadoria e afetando sua segurança financeira no futuro. Esse direito garante que os trabalhadores possam se recuperar de problemas de saúde sem medo de comprometer sua aposentadoria.

Passos para garantir a contagem

Para garantir que o período de auxílio-doença seja contabilizado, é importante seguir alguns passos:
-Documentação Completa: Mantenha toda a documentação referente ao afastamento e ao recebimento do auxílio-doença organizada e acessível.
-Retorno ao Trabalho: Ao final do período de afastamento, retorne ao trabalho e volte a contribuir para o INSS.
-Atualização do CNIS: Verifique se o período de afastamento foi corretamente registrado no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS). Caso haja algum erro ou omissão, solicite a correção junto ao INSS.
-Consultoria Especializada: Busque orientação com um especialista em direito previdenciário. Advogados ou contadores especializados podem auxiliar na verificação e correção de dados junto ao INSS.

O auxílio-doença é um direito que protege o trabalhador em momentos de vulnerabilidade, e sua contagem para a aposentadoria reforça a segurança e a justiça do sistema previdenciário brasileiro. Conhecer e garantir esses direitos é essencial para todos os trabalhadores, proporcionando uma aposentadoria mais tranquila e segura.

Em um cenário de constantes mudanças nas regras previdenciárias, estar bem informado e atento aos seus direitos é a melhor maneira de assegurar que o tempo dedicado ao trabalho seja reconhecido e valorizado. O INSS e a Previdência Social são responsáveis por garantir que os benefícios sejam concedidos de forma justa, e cabe aos trabalhadores buscar informações e apoio sempre que necessário.

 

advogado em montes claros mg previdenciarista

João Paulo Vieira Xavier

Advogado Montes Claros
Pós Graduado e especialista em questões securitárias

Gostou da matéria? Deixe a sua opinião aqui!

Compartilhe com seus amigos!

BPC para crianças com deficiência intelectual?

Crianças com Deficiência Intelectual Têm Direito a Benefício Assistencial? No dia 11 de maio de 2023, uma decisão significativa do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF6) trouxe à tona…

Hérnia de Disco: Líder em Afastamentos pelo INSS

A estrutura da coluna vertebral engloba discos intervertebrais, os quais desempenham a função de amortecedores de impacto, impedindo o contato direto e doloroso entre as vértebras. A hérnia de disco,…

Benefícios do INSS: Transtorno do Espectro Autista

O Transtorno do Espectro Autista, ou TEA, é uma condição neurobiológica que pode causar alterações físicas e cerebrais, afetando a comunicação, interação social e comportamento geral do indivíduo.Os benefícios do…

Depressão e os Benefícios do INSS

A depressão é considerada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como o “Mal do Século”. No sentido patológico, há presença de tristeza, pessimismo, baixa autoestima, que aparecem com frequência e podem…

Novo Serviço do INSS via Atestmed

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) está introduzindo uma nova iniciativa para melhorar o acesso aos benefícios previdenciários. A partir desta data, os segurados poderão antecipar suas perícias médicas…

É possível pedir Revisão de Pensão por Morte?

A pensão por morte é um benefício previdenciário fundamental, destinado a amparar os dependentes financeiramente quando um segurado do INSS falece. No entanto, muitos beneficiários desconhecem que, em algumas situações,…
Menu